Em entrevista coletiva realizada na manhã desta quarta (4), o técnico Tiago Nunes se despediu oficialmente do Athletico. Na entrevista, o técnico afirma que não fez nenhum contato com o Corinthians e que irá estudar propostas somente a partir de agora.

Muitas inconsistências e contradições na fala do Tiago Nunes. Perdeu completamente a credibilidade…

Como que o cidadão diz que não tinha nada apalavrado com ninguém e acaba de assinar contrato com o Corinthians?

“Perguntei o que o Athletico poderia pagar. Não houve contra-proposta. O que me move é o desafio, porque financeiramente a gente tem a oportunidade de melhorar a vida pessoal, buscar mais capacitação e dá tranquilidade pro treinador trabalhar”.

O ex-treinador também disse ter recebido quatro propostas enquanto trabalhava no Athletico e que todas eram maiores do que a apresentada na última semana pelo Clube. O gaúcho de 39 anos colocou que seu contrato era apenas verbal e não tinha multa rescisória. Nunes afirmou que ganhava bem aqui, citou a falta de “pressão” e disse que não está saindo para ter mais visibilidade.

Tiago Nunes citou alguns atritos que teve com a diretoria em sua passagem pelo Athletico e comentou que no final do ano passado ainda tinha sua situação indefinida e por isso queria esclarecer o mais rápido possível sua permanência ou saída do Furacão. O ex-técnico rubro-negro ainda comentou que os investimentos para 2020 devem ser os mesmos desta temporada, o que também entrou na conta para Nunes buscar um novo desafio.

O técnico também criticou a nota oficial que o Clube publicou na noite desta terça (5) onde Nunes foi duramente criticado pela diretoria.
“Já esperava uma nota naquele tom. Sei que aquele sentimento não é dos jogadores, da comissão técnica e da maioria dos torcedores. É um sentimento dos gestores e vai de encontro que eu tomei a decisão correta. Se existe tanto rancor, talvez não fosse o momento de permanecer”.

Ainda teve a pachorra de afirmar, que nota do Athletico mostra que saída foi a melhor decisão:
“Se existia tanto rancor, sentimento de ódio, talvez não fosse o momento de permanecer”, declarou o treinador”



Furacão Ads

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *
You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>