O técnico Tiago Nunes já decidiu e vai comunicar nesta terça-feira ao presidente Mario Celso Petraglia que não vai seguir no Athletico em 2020. Depois de uma reunião com a diretoria atleticana na segunda-feira, o treinador optou em aceitar a proposta do Corinthians para a próxima temporada.

Negociação

Logo depois da conquista da Copa do Brasil, Tiago Nunes passou a ser o nome mais valorizado e cobiçado no mercado. Treinador da nova geração, com 39 anos, conquistou pelo Athletico: Paranaense, Sul Americana, Torneio no Japão e Copa do Brasil.

Ainda em outubro, seu empresário foi procurado por algumas equipes: Atlético Mineiro, Internacional, entre outras. Clubes que cobravam uma resposta do treinador sobre um trabalho a partir de 2020, já que Tiago sempre deixou claro que cumpriria seu vínculo com o Athletico até o final da temporada.

Tiago pediu que as propostas fossem direcionadas apenas a seu empresário. O primeiro prazo comunicado ao Athletico para definir sua situação foi dia 31 de outubro. O treinador chegou a se reunir com o diretor de futebol Paulo André, e com o vice presidente Márcio Lara nesse período. Foi colocada na mesa uma proposta de um contrato até 2021, mas não chegaram a um acordo sobre salário e a falta de uma multa rescisória também atrapalhou.

O presidente Mario Celso Petraglia pediu mais tempo, já que queria se reunir pessoalmente com o treinador.

A nova data estipulada pelo comandante foi dia 5 de novembro. No dia 3, Petraglia deixou o hospital em São Paulo e na segunda chamou Tiago Nunes para fazer uma nova proposta ao treinador.

Na reunião, que aconteceu na casa do dirigente, o Athletico fez novamente uma proposta para um contrato de dois anos, e um reajuste salarial dentro da realidade do clube.

fONTE: BLOG DA NADJA



Furacão Ads

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *
You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>